Livros - Alexandre Fortes

Capa Título Descrição Link
Na luta por direitos: Estudos recentes em história social do trabalho. Esforço de renovação da historiografia operária — iniciada há mais ou menos 20 anos no Brasil — empreendido por um grupo de jovens historiadores. A classe operária aparece viva, e a historiografia do mundo do trabalho, mais viva ainda.
A Baixada Fluminense e a Ditadura Militar: Movimentos Sociais, repressão e poder local. Em 1964, os militares, apoiados por diversos setores da sociedade civil, derrubaram o Presidente João Goulart e instauraram um Regime Militar que durou mais de 20 anos. Ao se falar dessa época, seja das mobilizações políticas de oposição, seja da repressão exercida pelas militares, é ressaltado quase que exclusivamente a história das capitais ou grandes centros urbanos do país. Este livro traz ao leitor experiências vivenciadas na Baixada Fluminense, hoje região metropolitana da cidade do Rio de Janeiro. Estudar essa experiência pode nos ajudar a melhor compreender parte do funcionamento social da ditadura em diversos de seus aspectos, desde o seu caráter repressivo até os diferentes níveis de acomodações de interesses do poder local com o projeto ditatorial implantado em 1964. Além disso, um aspecto relevante discutido no livro são as estratégias utilizadas por variados setores sociais que procuravam, por meio da criação de âmbitos de atuação política tolerados pelo regime, reivindicar direitos e melhorias na vida da população.
Cruzando Fronteiras: Novos olhares sobre a história do trabalho. A pesquisa histórica sobre múltiplas dimensões da experiência do trabalho vem se expandindo e se renovando aceleradamente no Brasil. Cruzando Fronteiras expressa essa renovação, ao reunir num único volume estudo sobre trabalhadores livres e escravos, urbanos e rurais, dos setores 'formal' e 'informal'. São examinados, dentre outros: processo de trabalho, racialização das relações sociais, delimitação de fronteiras étnicas, formação de identidades, cotidiano, culturas de classe, relações de gênero e estruturas familiares, organização sindical e participação política. O livro resulta de um projeto de pesquisa coletiva realizado ao longo de cinco anos por pesquisadores de três universidades federais brasileiras, trazendo ainda a contribuição de colaboradores estrangeiros.
Desenvolvimento, Trabalho e Cidadania: Baixada e Sul Fluminense. A partir de reflexões, geradas tanto em projetos individuais quanto em debates coletivos, e de extensa pesquisa interinstitucional e interdisciplinar, Desenvolvimento, trabalho e cidadania – Baixada e Sul fluminense busca analisar os impactos de diversos processos nacionais de transformação socioeconômica em duas regiões fundamentais do Rio de Janeiro. A Coleção Sociologia & Antropologia publica as melhores e mais atuais monografias e coletâneas de artigos de pesquisadores e professores do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia do IFCS/UFRJ e de instituições parceiras.
Culturas de classe. Identidade e diversidade na formação do operariado. Esta coletânea, que reúne autores nacionais e estrangeiros, oferece amplo panorama de trabalhos dedicados à história da cultura operária. Engloba enfoques teóricos e contribuições que associam cultura a outros aspectos da vida operária, tais como lazer, esporte, festividade, violência, relações étnicas e de gênero, e que exploram a construção de identidades ligadas à militância, ao ofício e à experiência fabril.
Nós do Quarto Distrito. A classe trabalhadora porto-alegrense e a Era Vargas. 'Nós do Quarto Distrito', Alexandre Fortes, originalmente apresentado como Tese de Doutorado na Unicamp, representa uma importante inovação historiográfica no que diz respeito ao exame da chamada Era Vargas. Reconstituindo o processo de formação dos bairros operários de Porto Alegre - o Quarto Distrito - entre as décadas de 1920 e 1950, Fortes enfoca temas como memória e identidade coletiva, família e gênero, classe e etnicidade, para ao final propor uma nova leitura sobre as mudanças na relação entre sociedade e política no período do pós-Segunda Guerra. Um processo, enfim, repleto de conflitos contraditórios e dilemas, pelo qual os trabalhadores construíram, com suas próprias mãos, seu lugar na história recente da cidade,do estado e do país.
Muitos caminhos, uma estrela: memórias de militantes do PT (vol. 1) A obra traça um panorama da história da esquerda brasileira e do PT nas memórias de Antonio Candido, Manoel da Conceição, Djalma Bom, Paulo Rocha, Avelino Ganzer, Raul Pont, Hamilton Pereira, Benedita da Silva, Irma Passoni e Luiz Dulci, Apolonio de Carvalho e Olívio Dutra.
História e Perspectivas da Esquerda. O papel histórico da esquerda na construção da democracia e no aprofundamento das noções de cidadania e direitos. A análise da relação entre movimentos sociais e projetos políticos da esquerda em diferentes contextos históricos. As relações entre o debate programático, a construção partidária e as experiências do governo na trajetória da esquerda. A evolução histórica da idéia de socialismo e do significado a ela atribuído por diferentes grupos sociais.

Atividades

O seminário funciona como laboratório de preparação de projetos e monografias que são tomados no final do período como objeto de avaliação.
-